Todos as publicações de “Carlos Arturo Levi D’Ancona”

3 results

Exercícios dos músculos do assoalho pélvico exclusivos ou em combinação com oxibutinina no tratamento da enurese não monossintomática. Um estudo randomizado controlado com 2 anos de seguimento

Renata Martins Campos ORCID logo , Adélia Correia Lúcio ORCID logo , Maria Helena Baena de Moraes Lopes ORCID logo , Claudia Rosenblatt Hacad ORCID logo , Maria Carolina Ramos Perissinotto ORCID logo , Howard I. Glazer, [...]

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019AO4602

Resumo Objetivo Comparar os resultados da uroterapia padrão isolada e associada ao treinamento dos músculos do assoalho pélvico isoladamente e em combinação com a oxibutinina no tratamento da enurese noturna não monossintomática. Métodos Trinta e oito crianças entre 5 e 10 anos de idade foram randomizadas em três grupos: Grupo I (n=12) realizou uroterapia padrão; Grupo II (n=15) realizou uroterapia padrão associada ao treinamento muscular do assoalho pélvico; e Grupo III (n=11) realizou uroterapia padrão associada ao treinamento muscular do […]

Injeções intradetrusoras de onabotulinumtoxinA são significativamente mais eficazes que oxibutinina oral para tratamento da hiperatividade detrusora neurogênica: resultados de estudo randomizado e controlado de 24 semanas

Rúiter Silva Ferreira ORCID logo , Carlos Arturo Levi D’Ancona ORCID logo , Matthias Oelke ORCID logo , Maurício Rassi Carneiro ORCID logo

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4207

RESUMO Objetivo Comparar prospectivamente os resultados de injeções intradetrusoras de onabotulinumtoxinA e oxibutinina oral em pacientes com hiperatividade neurogênica do detrusor devido à lesão da medula espinhal, para avaliar a continência urinária, os parâmetros urodinâmicos e a qualidade de vida. Métodos Pacientes adultos em cateterismo intermitente foram randomizados 1:1 para tratamento com uma injeção de onabotulinumtoxinA 300U ou oxibutinina 5mg via oral, três vezes por dia. O desfecho primário foi alteração nos episódios de incontinência urinária em 24 horas, e […]

Impacto da marcha com estimulação elétrica neuromuscular no perfil urodinâmico em pacientes com lesão raquimedular cervical alta

Carlos Arturo Levi D’Ancona, Alberto Clilclet, Lia Yumi Ikari, Renato Jesus Pedro, Walter da Silva Júnior

DOI: 10.1590/s1679-45082010ao1691

RESUMOObjetivo:Avaliar o impacto do treinamento neuromuscular, por estimulação elétrica da marcha, nos parâmetros urodinâmicos de pacientes com bexiga neurogênica.Métodos:A população do estudo compreendeu oito pacientes quadriplégicos do sexo masculino com lesão cervical completa nos níveis C4 a C7. Eles foram submetidos a um treinamento neuromuscular por estimulação elétrica da marcha por seis meses, somente após estimulação dos músculos quadríceps e tibial anterior, por cinco meses, de modo a poder suportar 50% de seu peso corporal (pré-treinamento). Testes urodinâmicos foram feitos […]