Todos as publicações de “Thiago Domingos Corrêa”

6 results

Espectroscopia no infravermelho próximo em pacientes sob hemodiafiltração venovenosa contínua

Renato Carneiro de Freitas Chaves ORCID logo , Philipe Franco do Amaral Tafner ORCID logo , Felipe Ko Chen ORCID logo , Letícia Bagatini Meneghini ORCID logo , Thiago Domingos Corrêa ORCID logo , Roberto Rabello Filho ORCID logo , [...]

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019AO4439

RESUMO Objetivo Avaliar o impacto da hemodiafiltração venovenosa contínua na microcirculação de pacientes com lesão renal aguda. Métodos Estudo piloto, prospectivo e observacional conduzido em uma unidade de terapia intensiva clínico-cirúrgica aberta, com 40 leitos, localizada em um hospital terciário, privado, na cidade de São Paulo (SP), Brasil. A microcirculação foi avaliada empregando-se a espectroscopia no infravermelho próximo, por meio de uma sonda de 15mm posicionada sobre a eminência tenar. O teste de oclusão vascular foi realizado no antebraço a […]

A nova era da tromboelastometria

Tomaz Crochemore, Felipe Maia de Toledo Piza, Roseny dos Reis Rodrigues, João Carlos de Campos Guerra, Leonardo José Rolim Ferraz, Thiago Domingos Corrêa

DOI: 10.1590/S1679-45082017MD3130

RESUMO A hemorragia grave com necessidade de transfusão de sangue e componentes é uma complicação frequente na unidade de terapia intensiva e está associada ao aumento da morbidade e da mortalidade. A identificação adequada e o tratamento precoce da causa específica da coagulopatia tornam-se fundamentais para o controle efetivo da hemorragia, racionalizando a utilização de sangue e componentes, e desta forma, prevenindo a ocorrência de efeitos adversos. Testes convencionais da coagulação (tempo de ativação de protrombina e tempo de tromboplastina […]

Fluidoterapia para a ressuscitação no choque séptico: qual tipo de fluido deve ser utilizado?

Thiago Domingos Corrêa, Leonardo Lima Rocha, Camila Menezes Souza Pessoa, Eliézer Silva, Murillo Santucci Cesar de Assuncao

DOI: 10.1590/S1679-45082015RW3273

A ressuscitação precoce de pacientes com choque séptico tem o potencial de reduzir sua morbidade e mortalidade. Os objetivos principais da ressuscitação no choque séptico incluem expansão volêmica, manutenção da perfusão tecidual e da oferta de oxigênio para os tecidos, guiados pela pressão venosa central, pressão arterial média, saturação venosa mista ou central de oxigênio e lactato arterial. Uma ressuscitação agressiva com fluidos, possivelmente em associação com vasopressores, inotrópicos e transfusão de concentrado de hemácias, pode ser necessária para atingir […]

Como escolher os alvos terapêuticos para melhorar a perfusão tecidual no choque séptico

Murillo Santucci Cesar de Assuncao, Thiago Domingos Corrêa, Bruno de Arruda Bravim, Eliézer Silva

DOI: 10.1590/S1679-45082015RW3148

O reconhecimento e o tratamento precoce da sepse grave e do choque séptico é a chave para o sucesso terapêutico. Quanto maior o atraso no início do tratamento, pior é o prognóstico, em decorrência da hipoperfusão tecidual persistente, e do consequente desenvolvimento e agravamento das disfunções orgânicas. Um dos principais mecanismos responsáveis pelo desenvolvimento da disfunção celular é a hipóxia. A adequação do fluxo sanguíneo tecidual e, consequentemente, da oferta de oxigênio à demanda metabólica, de acordo com a avaliação […]

Avaliação da percepção de enfermeiros sobre três protocolos para controle glicêmico em pacientes críticos

Thiago Domingos Corrêa, Francisca Pereira de Almeida, Alexandre Biasi Cavalcanti, Adriano José Pereira, Eliézer Silva

DOI: 10.1590/S1679-45082012000300016

Objetivo:Avaliar a percepção de enfermeiros a respeito de três protocolos para controle glicêmico em pacientes críticos.MÉTODOS:Como parte complementar de um estudo randomizado comparando três protocolos de controle glicêmico em pacientes críticos (Protocolo de Insulina Assistido por Computador, Protocolo de Leuven e tratamento convencional), todos os enfermeiros participantes do estudo foram convidados a preencher um questionário a fim de avaliar suas percepções a respeito da eficácia, complexidade, viabilidade e segurança (em razão da ocorrência de episódios de hipoglicemia), e indicar qual […]