Todos as publicações de “Anna Carla Goldberg”

8 results

Integridade científica 2.0: má conduta. Vamos evitar, e não punir!

Anna Carla Goldberg ORCID logo , Oscar Fernando Pavão dos Santos ORCID logo , Celso Moura Rebello ORCID logo , Jacyr Pasternak ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019ED5064

A crescente complexidade das investigações modernas e inovadoras tem levantado questões importantes relacionadas ao compliance (governança) e à conduta responsável na pesquisa. A abrangência dos itens a serem administrados aumentou muito, de forma a incluir grande variedade de questões, desde autoria, plágio, gestão de dados, confidencialidade, direitos de patentes, conflitos de interesse, até conduta ética, bem-estar animal e aspectos sociais das pesquisas sendo feitas.() Todos esses fatores têm sobrecarregado a rotina diária de laboratórios experimentais, centros de pesquisa clínica e […]

Análise do perfil de citocinas e fatores de crescimento em plasma rico em plaquetas obtido por meio das metodologias do sistema aberto e colunas

Alberto de Castro Pochini, Eliane Antonioli, Daniella Zanetti Bucci, Luiz Roberto Sardinha, Carlos Vicente Andreoli, Mario Ferretti, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3548

RESUMOObjetivo:Avaliar fatores de crescimento e citocinas em amostras de plasma rico em plaquetas obtidas por três diferentes métodos de centrifugação.Métodos:Foi coletado sangue periférico de seis indivíduos, sem doença hematológica, com idades entre 18 e 68 anos, para obtenção de plasma rico em plaquetas, utilizando o método aberto e sistemas comerciais das empresas Medtronic e Biomet. Os produtos obtidos com os diferentes tipos de centrifugação foram submetidos às análises laboratoriais, incluindo citocinas próinflamatórias e quimiocinas, por meio de ensaios de citometria […]

Estrutura do MHC e função − apresentação de antígenos. Parte 2

Anna Carla Goldberg, Luiz Vicente Rizzo

DOI: 10.1590/S1679-45082015RB3123

A segunda parte desta revisão trata das moléculas e processos envolvidos no processamento e apresentação dos fragmentos antigênicos ao receptor de célula-T. Apesar de variar a natureza do antígeno apresentado, a classe mais significativa é a das proteínas, as quais são processadas dentro da célula para enfim serem reconhecidas na forma de peptídeos, o que confere um grau extraordinário de precisão a essa forma de resposta imune. A eficiência e a precisão desse sistema se devem também à miríade de […]

Estrutura do MHC e função – apresentação de antígenos. Parte 1

Anna Carla Goldberg, Luiz Vicente Rizzo

DOI: 10.1590/S1679-45082015RB3122

O cenário no qual ocorre a resposta imune é o da necessidade de fazer frente a uma vasta gama de antígenos diferentes, de fontes patogênicas e não patogênicas. Quando as primeiras barreiras contra infecção e a defesa inata falham, a resposta imune adaptativa entra em campo, para efetuar o reconhecimento dos antígenos, utilizando, para esse fim, moléculas extremamente variáveis, que são as imunoglobulinas e os receptores de células-T. Estes últimos reconhecem o antígeno, exposto na superfície das células como peptídeo […]

Aplicação das ferramentas de gestão empresarial Lean Seis Sigma e PMBOK no desenvolvimento de um programa de gestão da pesquisa científica

Cora Hors, Anna Carla Goldberg, Ederson Haroldo Pereira de Almeida, Fernando Galan Babio Júnior, Luiz Vicente Rizzo

DOI: 10.1590/S1679-45082012000400015

Objetivo:Implementar um programa de gestão da pesquisa científica em um hospital geral aplicando as ferramentas de gestão empresarial Lean Seis Sigma e PMBOK no gerenciamento de projetos nessa área.MÉTODOS:Foi utilizada a metodologia Lean Seis Sigma para melhoria do processo de gestão da pesquisa científica institucional por meio de ferramenta específica (DMAIC) para identificação, implementação e posterior análise das soluções encontradas, tendo como base as boas práticas descritas no PMBOK.RESULTADOS:São apresentadas as soluções implementadas na Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein […]

Isolamento e caracterização de células-tronco mesenquimais de filtros reutilizáveis e descartáveis de medula óssea

Glaziane Cordeiro de Deus, Marilia Normanton, Nelson Hamerschlak, Andrea Tiemi Kondo, Andreza Alice Feitosa Ribeiro, Anna Carla Goldberg, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082012000300007

Objetivo:Comparar as células-tronco mesenquimais humanas obtidas de filtros de coleta reutilizáveis àquelas coletadas em filtros descartáveis e caracterizá-las utilizando os critérios da International Society for Cellular Therapy.MÉTODOS:Foram isoladas células-tronco mesenquimais humanas de kits de coleta de medula óssea reutilizáveis e descartáveis, pela lavagem dos filtros com meio de cultura. As células isoladas foram caracterizadas de acordo com os critérios estabelecidos pela International Society for Cellular Therapy, por meio das técnicas de citometria de fluxo, diferenciação in vitro e citoquímica.RESULTADOS:As amostras […]

Frequência de polimorfismo de nucleotídeo único de alguns genes da resposta imune em amostra populacional da cidade de São Paulo, Brasil

Léa Campos de Oliveira, Rajendranath Ramasawmy, Jaila Dias Borges, Maria Lucia Carnevale Marin, Natalie Guida Muller, Jorge Kalil, [...]

DOI: 10.1590/s1679-45082011ao1866

RESUMOObjetivo:Apresentar a frequência de polimorfismo de nucleotídeo único de alguns genes da resposta imune em amostra populacional da cidade de São Paulo (SP).Métodos:Foram apresentadas as frequências de alelos de conhecidos polimorfismos de genes de imunidade inata e adquirida, a maioria com impacto funcional comprovado. Os dados foram coletados a partir de amostras de indivíduos saudáveis, irmãos não-HLA idênticos, de receptores de transplante de medula óssea do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, obtidos entre […]

Papéis contrastantes das variantes polimórficas dos genes TGFB1 e IFNG do doador e do receptor na rejeição crônica de transplantados renais

Verônica Porto Carreiro de Vasconcellos Coelho, Rafael Ioschpe, Cristina Caldas, Monica Spadafora-Ferreira, João Americo Fonseca, Maria Regina Alves Cardoso, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082011AO1852

RESUMO Objetivo: Avaliar o impacto de longo prazo (com seguimento mínimo de 2 anos) de polimorfismos em genes de citocinas em pares doador:receptor sobre os resultados do transplante. Métodos: Comparamos os polimorfismos genéticos das citocinas e os principais fatores de risco para o desenvolvimento de rejeição crônica em grupos pareados de pacientes transplantados renais com e sem nefropatia crônica do aloenxerto [CAN]. Resultados: A análise multivariada indicou que a presença do genótipo TT (códon 10) de alta produção do fator […]